Oi!

Acho que deu pra notar que o blog tá passando por algumas mudanças, né?
Eu mudei o domínio dele algumas semanas atrás (o que me deu uma super dor de cabeça porque até hoje tem gente que ainda não tá conseguindo acessar ou comentar nos posts), o layout também está diferente e de uns tempos pra cá eu tenho usado cada vez menos imagens externas, ou seja, a idéia é produzir (produzir do verbo criar) conteúdo interessante, leve e divertido.
Além disso, eu já disse que o canal do blog no Youtube vai ganhar conteúdo novo: tutoriais, vlogs, entrevistas e editoriais.

Acontece que no meio do caminho surgiram probleminhas pessoais (que também estão relacionados ao blog e sobre os quais vou falar em breve), mas já estou tentando driblar os transtornos para voltar normalmente às atividades.

Quem me acompanha aqui e nas redes sociais sabe que eu adoro registrar cantinhos, achados e minha rotina não apenas em foto, mas em vídeo também.

No ano passado comprei minha primeira câmera "não compacta" da vida, a Canon SX50 e fui pra Buenos Aires muito feliz por ter uma câmera semiprofissional na bagagem: pela primeira vez eu ia poder registrar em foto e vídeo com boa qualidade os lugares por onde passaria.

Acontece que um ano depois o jogo virou, não é mesmo a coisa mudou; hoje eu tenho novos projetos e aquela câmera já não supria minhas vontades, então, chegou a hora de trocar.

Muita gente me pergunta como edito minhas fotos deixando-as bem clarinhas e a resposta é: não depende tanto de filtros!
O mais importante é a quantidade de luz e as cores presentes na imagem que você registra, e pra um resultado satisfatório, basicamente você vai precisar treinar seu olhar usando um equipamento atenda suas necessidades e um tamanco da Carla Perez (se não tiver o tamanco, não funciona. Sim, eu sempre tiro e edito minhas fotos usando um tamanquinho da Carla Perez.), por isso resolvi fazer esse post falando um pouco da minha experiência com a SX50, minha companheira por 1 ano e meu novo affair, a T5i.


Tanto a Canon SX50 quanto a T5i são câmeras semiprofissionais e a principal diferença entre as duas é que a T5i tem lente intercambiável, ou seja: dá pra trocar de lente (e isso é vida!).

Eu comprei a minha SX50 no site Detona Shop, que foi muito bem recomendado pelo Zé do blog Melhor Ângulo.
Quando a escolhi, meu principal critério era que a câmera não fosse muito difícil de manusear, afinal, eu não tinha absolutamente nenhuma experiência no assunto. Além disso, não estava disposto a investir muitos dinheiros (até porque eu não tinha também, né...) em equipamento porque tinha a possibilidade de eu não gostar e ficar com uma câmera cara encalhada em casa.

E aí que a Canon SX50 entrou em cena, pois se encaixava perfeitamente nesse perfil: barata e de fácil manuseio.
Por ter apenas uma lente fixa e variedade de modos pré programados, ela não exige conhecimento técnico aprofundado, ou seja: ela é ótima pra quem tá começando.
O único problema era a possibilidade de Suzaninha aparecer e tirar a câmera da minha mão.

Suzana rainha -Não.

PRINCIPAIS VANTAGENS


Peso:
Já com bateria e cartão inseridos, ela pesa aproximadamente 600g, ou seja, é uma câmera bem leve.

Tamanho:
Ela é bem compacta e como a lente é fixa, não precisa carregar lentes extras

Zoom:
A SX50 Tem zoom óptico de 50x. Isso garante que você consiga fotografar ou filmar objetos distantes com qualidade da imagem considerável/digna.
Dá uma olhadinha nesse vídeo que fiz no show da Banda do Mar: eu não estava tão perto do palco e ainda assim consegui filmar e mostrar detalhes com qualidade bacaninha:


No minuto 0:50 dá pra sem zoom a distância real do palco 

Estabilizador:
Apesar da simplicidade da câmera, seu estabilizador é um dos melhores da categoria. Os impactos e movimentos excessivos aparecem de forma bem suavizada nos vídeos, principalmente se não tiver usando muito zoom.

Bateria:
Dura bastante tempo. Geralmente em viagens eu fotografava e filmava muita coisa durante o dia inteiro levando apenas uma bateria e sem precisar fazer cargas extras.

Preço:
Ela é barata, mores. Comprei por R$1500 há um ano. Pra começar, é realmente uma boa opção considerando o valor.
O problema é que hoje ela tá fora de estoque em praticamente todos os sites que vendem câmeras novas (por sinal, a minha tá à venda).

PONTOS FRACOS

Lente única:
O que é uma vantagem pode ser também uma desvantagem: ter apenas uma lente se torna um problema quando você quer recursos além do que ela permite.
No começo vai tudo bem mas à medida que você evolui, começa a sentir falta de determinadas funcionalidades.
A lente da SX50 tem foco em modo automático, macro e manual, sendo que esse último não é muito fácil de usar (é bem chato de manusear, na verdade. No mesmo nível do programa do Marcos Mion na Record).

Luminosidade:
Resolvi usar esse termo bem genérico pra tentar sintetizar o maior problema da SX50 pra mim: o fato de que ela não permite controlar entrada de luz, ou seja, tirar fotos à noite e/ou em ambientes escuros é, literalmente, a treva.
Todas as fotos que eu tentei tirar em ambientes com pouca iluminação ficavam bem ruins (escuras e cheias de ruído), mas como no começo eu pensava que só tiraria mais fotos durante o dia mesmo, não me preocupei com isso.
De fato, a intenção era usá-la basicamente para tirar fotos para o blog, e geralmente isso não aconteceria a noite, mas hoje pra mim é importante conseguir regular luz e balanço de cor a qualquer hora do dia ou da noite.

Focagem:
Como a SX50 só tem uma lente, naturalmente os recursos são limitados.
Eu adoro fotos com o fundo mais desfocado e era bem difícil conseguir isso com ela. Geralmente só dava certo usando o macro pra fotografar coisas pequenas ou ficando bem distante (bem distante mesmo. Como a Avril no meet and grete) do ponto central da composição e mantendo, ao mesmo tempo, uma distância considerável entre o objeto central e o fundo, o que nem sempre é possível, principalmente se estivermos tentando fotografar em ambientes pequenos e fechados.

SALDO

De forma geral, a SX50 é uma câmera muito boa.
O ponto em questão é realmente a evolução natural de cada pessoa e a necessidade de um equipamento mais completo.
Durante alguns meses eu me senti bem rykah por ter essa câmera (mentira, não me senti rica não) e, como já disse, ela foi essencial para que eu conseguisse entrar no mundo da fotografia (não que eu esteja inserido nele hoje) devido à sua simplicidade de manuseio.
Se você não entende nada de fotografia também e tá afim de começar com uma câmera bacaninha, ela pode, sim, ser uma boa opção!


Minha T5i chegou há umas 3 semanas e fui todo empolgado testar o brinquedinho novo mas estranhei muito e me senti totalmente perdido no primeiro contato.
Tudo é bem diferente entre as duas. Pra vocês terem uma idéia, eu coloquei a primeira lente pra testar e nem sabia como tirar. MICÃO! Hahaha.
Pra vocês terem uma idéia de quão perdido eu estava, eu fui pra BH com ela na bolsa mas acabei só tirando fotos com a instax e fiz aquele post com imagens ~conceituais~, lembram?

Pois bem, meu amigo Max já me deu umas aulinhas básicas e eu já tô usando ela pra clicar algumas coisas por aí. E nem tô usando o modo automático, viu? Clap, clap, clap.

E o que eu descobri?
O sentido da vida, gente!
Ai, que maravilha poder controlar entrada de luz e foco manualmente. Hahaha.
Sério, não tem comparação. 

Naturalmente, como minha convivência com a T5i é muito recente, ainda não consigo dar um feedback tão completo, mas dá pra fazer um comparativo legal só com o que percebi até agora.

Pra deixar claro, as câmeras são bem diferentes seria até  injusto compará-las. Os pros e contras que eu cito no post são com a intenção de ajudar quem quer comprar uma câmera pra dar os primeiros passos e não sabe por onde começar. 

T5i: VANTAGENS


Tela touch screen:
Dá pra configurar tudo através da tela, inclusive definir o ponto de focagem.

Lente intercambiável:
Provavelmente a principal vantagem entre as duas câmeras.
Entenda porque nos próximos tópicos.

Controle de exposição:
Que você só consegue de forma efetiva e interessante tendo boas lentes, ou seja, mais um ponto pro tópico anterior.

Focagem:
É uma coisa que a SX50 só tem em macro e que eu precisava pra ser feliz. E que também depende das lentes que você tiver. Mais um ponto pro tópico 2!

Vídeo:
A qualidade do vídeo da SX50 é muito boa, mas a T5i consegue ser superior. E o que você vê na tela também está diretamente ligado à lente, ou seja: lentes são vida, né, mores...

"Desvantagens" (em relação à SX50)

Preço:
Naturalmente, por ser superior em vários aspectos, ela é consideravelmente mais cara.
O preço médio é de R$2.500,00, sendo que há uma opção de kit com uma lente melhor, que custa em média R$3.500,00 (que eu comprei bem mais barato no Detona Shop)

Bateria
Logicamente, como a câmera tem mais recursos, o tempo de uso da bateria é bem menor que o da SX50.
O que eu fiz pra solucionar? Já comprei o kit com bateria extra.

Peso:
O corpo da T5i tem um peso bem parecido com o da SX50, porém, quando você coloca uma lente mais pesada, a princípio, é bem estranho. Mas eu já tô acostumando...

LENTES

Eu comprei o kit da T5i que vem com uma 18-135mm, pois no kit ela saía mais barata que comprando avulsa + uma 50mm e economizei quase 1000 dilmas.


A 50mm é uma lente mais aberta e permite fotos mais "iluminadas" e com o fundo bem desfocadinho, do jeito que eu adoro.
A desvantagem é que ela não tem estabilizador nem zoom, e pra gravar vídeos ela fica fazendo um barulho bem estranho se deixar no modo de focagem automática, ou seja: apesar de ser linda, maravilhosa e rainha da minha vida, não dá pra viver só com uma 50mm.


A 18-135mm é a que já veio originalmente no kit da câmera.
Ela tem um zoom bem bacana e um estabilizador maravilhoso.
As fotos tiradas com ela em geral não ficam tão desfocadinhas como as tiradas com a 50mm, mas como eu gosto muito de fazer vídeos -principalmente durante as viagens-, não dava pra ficar sem uma lente com um bom zoom e estabilizador, até porque eu não costumo levar carregar tripé na bagagem (só a mochila com as câmeras já costuma ser bem desconfortável).

Não tenho muito a dizer sobre lentes ainda porque entendo pouco/quase nada, mas tirei algumas fotos que podem ilustrar melhor a diferença entre elas.


Eu não usei zoom em nenhuma das fotos pra mostrar a diferença real entre elas; a foto da SX50 eu tirei no modo automático, que é a melhor configuração disponível e a foto com a lente 50mm foi do mesmo ponto onde tirei as outras. Acontece que o campo dela é bem mais "fechado" e parece que a gente tá usando zoom.
Além da diferença na iluminação, dá pra notar nos tons e na nitidez entre as três também, né?

Eu queria ter mais propriedades pra falar sobre fotografia, mas um dia chego lá.
Por enquanto, espero poder ajudar alguém com esse post, pois eu ralei bastante pra conseguir informação antes de comprar a minha primeira câmera e fiquei muito perdido.

Sobre o tamanco da Carla Perez: é mentira. Eu uso uma bota da Xuxa mesmo!

Bjs do Math!

Postar um comentário

Contact

Instagram

© Blog do Math
Design by The Basic Page