Math

31 anos, artista visual nascido no Piauí -com alma Brasiliense-, criando conteúdo para a internet hà 9 anos e ajudando pessoas a trasformarem vivências em pequenas experiências e instantes de cor, brilho e amor.

@blogdomath

PAPÉIS DE CARTA PARA IMPRIMIR - DIA DOS NAMORADOS 2020

papel de carta de amor vintage decorado dia dos namorados para imprimir - presente dia dos namorados 2020 quarentena - blog do math

Quando eu comecei a pensar no projeto para o dia dos namorados desse ano, nem de longe imaginei que a data chegaria em meio à quarentena e que eu precisaria reorganizar as ideias tantas vezes -afinal, a cada semana muita coisa muda no mundo e coisas que fazem sentido em uma semana, na seguinte já não fazem mais -e assim a gente vai ressignificando tudo ao nosso redor.

Na criação dos projetos aqui do blog, eu gosto de seguir por um caminho que inspire as pessoas a encontrarem novos valores para aquilo que, as vezes, a gente faz no automático -e isso também passa pelas sazonalidades, com o famoso "se eu não sou igual a você, porque minha comemoração tem que ser?"...

Com o dia dos namorados, não é diferente e eu queria que a gente repensasse a forma como a data foi inserida no calendário -para fins comerciais, sem um significado real e carregada de padrões- e como isso nos fez perder uma ótima oportunidade de falar sobre as diferentes formas do amor, por nos induzir a enxergar apenas casais dentro de uma perspectiva heteronormativa preconceituosa e machista mercadológica que oprime e que gera sensações negativas como ansiedade, frustração e senso de inferioridade em quem se encontra emocionalmente fragilizad@ e/ou não se vê dentro da lógica clichê do amor entre um casal como os que estão nas vitrines e nos comerciais de TV -minha mãe foi uma fortíssima inspiração nesse contexto, por ter vivido uma realidade muito distante das histórias de princesa que as novelas e os filmes vendem e por hoje estarmos tentando superar, juntos, os traumas deixados por um relacionamento abusivo de mais de 20 anos.

Eu vejo o amor como um sentimento muito fluido, que se manifesta de diferentes formas, em diversas áreas da nossa vida: a gente ama mãe, pai, amigos, avós, cachorro e, principalmente, a gente precisa lembrar de se amar, né?
Afinal, se a gente não se ama, como podemos entregar amor genuíno ao outro?
E quem vai dar espaço para que tantas outras pessoas como dona Socorro (que viveram e/ou vivem relações onde o amor, o carinho e o cuidado mútuo cedem espaço para a violência em suas diferentes formas) possam sentir que também são dignas de amor porque são pessoas incríveis  e cheias de amor por dentro? A resposta vem em formato de pergunta: acho que não vai ser a marca descolada que tá veiculando campanha para casal padraozinho na internet como se o amor fosse possível apenas para quem é jovem dentro dos padrões sociais impostos, né?

E se ao invés de esperar mudança de fora, nós mesmos criássemos esse espaço de acolhimento, justamente no momento em que tudo o que o mundo precisa é de um pouco mais de amor, empatia e humanidade?
E foi pensando nisso que eu adaptei todas as idéias que tive anteriormente para o o conteúdo do dia dos namorados desse ano,  pensando (mais uma vez) num dia para o amor, onde a gente possa, sim, falar com nossos namorad@s/marid@s, mas que a gente possa também ir um pouco além e lembrar que, a partir do momento em que conseguimos nos amar genuinamente, conseguimos entender e aceitar que nossa expectativa de alegria, cuidado, completude etc não deve estar depositado em outra pessoa (pois isso gera expectativas que não são saudáveis -tanto pra gente, que vai viver se frustrando por esperar de alguém, que também tem falhas e vulnerabilidades, todas as respostas para as nossas questões internas mal resolvidas, quanto para a pessoa que recebe o peso de atender nossas demandas como uma meta imposta de vida) e, além disso, conseguimos também entregar amor de forma mais leve e autêntica para outras pessoas também, fazendo com que outras pessoas da nossa vida se sintam especiais.

E dentro da montanha russa que estamos vivendo todos os dias, num contexto de tanta instabilidade, incertezas e desgaste emocional com os quais a pandemia tem nos obrigado a lidar, independentemente de estado civil e status emocional, acho que a gente tem que buscar fazer as coisas de forma leve possível para que tenhamos reservas de energia que possamos usar nas outras coisas com as quais também temos que lidar; por isso, acho que falar de amor nesse momento pode assumir formas tão simples quanto sentar e escrever algumas palavras para pessoas que tem um significado especial na nossa vida, o que nos leva ao conteúdo especial que preparei para o Stay Home Club (que virou Self Love Club para a ocasião) nessa semana especial de dia dos namorados -algo simples, democrático e acessível: papéis de carta estampados, que nem aqueles colecionáveis antiguinhos.

papel de carta vintage decorado dia dos namorados para imprimir - presente dia dos namorados 2020 quarentena - blog do math
Desde o lançamento da nossa coleção de papelaria, a nostalgia dos papéis de carta entrou em pauta como um desejo (meu e de vocês) e a quarentena contribuiu para que a idéia saísse da gaveta -afinal, produzir um editorial está fora de cogitação, mas sentar e escrever é algo possível para todo mundo e também achei que seria a extensão perfeita para escrita -o assunto que a gente falou ao longo da semana que se passou.

papel de carta de amor vintage decorado dia dos namorados para imprimir - presente dia dos namorados 2020 quarentena - blog do math
Inspirado em memórias nostálgicas, me apropriei de espaços que já foram e são usados de forma literal (e caricata) para enviar recados amor  e criei ilustrações delicadas e com uma pitada de bom humor e uma dose discretinha de subversão ao apontarem para o amor próprio, como uma forma simples de dizer que, mesmo quando estamos enviando um recadinho para outra pessoa (par romântico ou não), amar e respeitar a si mesmo é o princípio básico para não entrarmos na rota da dependência emocional e das relações tóxicas e abusivas.
Com isso, os papéis podem ser usados para enviar mensagem para qualquer pessoa... crush, mãe, amig@, avós, irmão/irmã, cachorro...

papel de carta vintage decorado dia dos namorados para imprimir - presente dia dos namorados 2020 quarentena - blog do math
O kit ficou assim: são 4 papéis de carta com envelope estampado e uma cartela de adesivos que você pode usar para lacrar sua cartinha ou para decorar embalagens de presente, espalhar mensagens pela casa etc...
E como eu amo dar presentinhos pra vocês, aproveitei as ilustrações e criei um arquivo que vai de brinde em todos os kits com tags e um marcador de páginas, que pode ir junto com a cartinha ou ficar com você :)
papel de carta de amor vintage decorado dia dos namorados para imprimir - presente dia dos namorados 2020 quarentena - blog do math
Quando penso nos materiais que faço aqui para o blog, quer seja um tutorial, um freebie ou mesmo um arquivo digital para venda como esse, eu quero que o máximo de pessoas tenha acesso à eles e por isso crio diferentes formatos de kits.
Dessa vez, ficou assim: tem kit individual, com arquivo avulso de papel de carta ou cartela de adesivos e também uma versão completa, com todos os arquivos com um desconto no valor total.

E para manter tudo mais acessível, transformei as ilustras também em presentinhos virtuais: gifs e wallpapers, pra usar através do instagram.

papel de carta vintage dia dos namorados para imprimir blog do math
Para uma melhor visualização, coloquei os papéis agrupados aqui em baixo: 
papel de carta de amor vintage decorado dia dos namorados para imprimir - presente dia dos namorados 2020 quarentena - blog do math
Inspirado nos papéis de carta vintage decorados de um jeitinho bem particular, temos estampa com referência ao ritual das cartas em si (ai, Gabi... só quem viveu sabe), àquelas caixas de papel sanfonado em formato de coração que vinham acompanhadas de flores e bombons (acabou virando um bolo vintage), nos carros de telemensagem/mensagem de som (tô velha?) e também nos programas de rádio dedicados à declarações que as pessoas faziam por telefone entre uma música romântica -sofrida- e outra tarde da noite -quem lembra disso, gente? Que viagem! Hahah.

Aliás, a gente bem que podia fazer um "Love Songs" via instagram ao longo da semana, né?
O que vocês acham? Tô loca? 
Acho que seria fofo e divertido a gente ter uma programação de recadinhos por áudio todos os dias da semana -por áudio- lá no insta, com direito à música e tudo, rs.
Eu personalizo com a identidade visual da semana e o o seu recado vira um card onde a gente marca a pessoa e ela recebe de surpresa ou você envia por DM, se preferir...

AAAAAAHHHHHH 🗣🗣🗣
PLMDDS, não deixem essa ideia flopar.
Venham comigo nesse Love Songs, manas! 💃
papel de carta de amor vintage decorado dia dos namorados para imprimir - presente dia dos namorados 2020 quarentena - blog do math

Love Songs à parte, o envelope, a cartela de adesivos e o marcador e a tag que vão de brinde nos kits seguem a mesma linguagem visual.

VOCÊ PODE COMPRAR SEU KIT FAVORITO CLICANDO AQUI.
Para imprimir, é só seguir as instruções na página de cada produto na lojinha.

E para usar as versões virtuais das ilustras, é só buscar por "Blog do Math" ou "blogdomath" na aba de gifs do insta stories e ficar de olho que eu vou liberar wallpapers ao longo da semana.

Antes que eu esqueça, também criei uma playlist especial bem focada em amor próprio e superação, inspirada na história da minha mãe mesmo que está sendo, mais uma vez, uma fonte de inspiração pra mim e que pode inspirar também várias outras pessoas.

Tô só explicando para não parecer que essa é uma playlist apenas sobre términos, até porque a gente precisa entender que amor próprio é algo diretamente ligado a autoconhecimento e, por sua vez, também com superação dos nossos próprios medos e fantasmas -e isso não tem exatamente ligação com o outro, afinal, dentro de uma relação saudável, a individualidade precisa ser respeitada e estabelecer diálogos com a gente mesmo sobre nossas vulnerabilidades ajudam a gente entender melhor nosso papel no mundo e nas nossas relações.

Além disso, todo mundo já teve que lidar com algum tipo de decepção em algum momento e sentir a dor que isso gera também faz parte e nos ensina a seguir em frente, nos tornando mais fortes e perspicazes para evitarmos que o erro se repita no futuro, né, minha filha...

A gente sente de formas diferentes em cada fase da nossa vida e a playlist é apenas uma seleção honesta de músicas sobre isso, dizendo que tá tudo bem estar solteira assim como tá tudo bem sofrer de amor  e de saudades (desde que você tenha clareza e força para se livrar de todo e qualquer envolvimento com pessoas tóxicas), bem como também tá super ok sonhar e planejar coisas para o futuro com um crush ou com a sua própria companhia e, principalmente, tá tudo lindo e no lugar encontrar uma pessoa com quem a gente possa compartilhar uma parte da nossa história, sim...

Na real, acho que o mais importante para essa semana é a gente dar muito espaço para o amor, em todas as suas formas, afinal, a gente tá precisando MUITO de algo que possa nos trazer um pouco de conforto.

Dá um play aqui, ó:



P.s.: sempre bom lembrar que amor não é um produto, mas presentear é também uma forma de demonstrar amor e se você for dar algum presente para alguém, pense em ajudar a fortalecer o corre dos pequenos empreendedores locais durante a quarentena na escolha dos mimos.
Tem muita gente com produtos incríveis precisando pagar os boletos e a gente pode fazer o babado acontecer junt@s, né?

Uma boa semana pra gente e muito obrigado por apoiar meu trabalho.

Bjs do Math e até a próxima!

Comentários