Math

31 anos, artista visual de alma brasiliense, nascido no Piauí; criando conteúdo para a internet há 9 anos e ajudando pessoas a transformarem vivências em pequenas experiências e instantes de cor, brilho e amor.

@blogdomath

TUTORIAL - Guirlanda de Fitas - Festa Junina em Casa


tutorial guirlanda varal de fitas para festa junina decoracao simples em casa quarentana blog do math

Festa Junina EM CASA, sem xadrez e sem estampa de chita?
É possível sim, senhora!

No post post anterior com as fotos do picnic junino (que eu fiz em um desafio junto com a Mandy do Blog Starving), eu expliquei de onde vieram minhas referências e, entre elas, estavam as fitas típicas no artesanato nordestino.

Pois bem... peguei uma tela de galinheiro que comprei antes de começar o isolamento social na intenção de fazer um jardim vertical em cima da minha geladeira e improvisei algo que eu já queria ter feito há muito tempo: uma guirlanda de fitas.

A execução foi bem tranquila e eu compartilhei o passo a passo aqui, ó:

Pra dar aquela graça e leveza que eu gosto, aqui, coloquei as fitas pra flutuarem em cima da mesa.
Eu gosto muito desse tipo de efeito porque deixa o resultado mais mágico.

Já me perguntaram onde encontra o ganchinho de acrílico (que é o mesmo que usei nesse outro tutorial de painel flutuante aqui) e em lojas de utilidades para casa sempre tem. Existem modelos e tamanhos diferentes e o mais legal é que dá pra reutilizar. Basta tirar da parede ou do teto com cuidado e depois colocar um outro pedaço de fita adesiva.

Nesse tutorial, eu usei papel crepom -que era o que eu tinha em casa-, mas você pode usar fitas de cetim ou de outro material da sua preferência.

Existe também a possibilidade de fazer torcendo a fitinha na base ao invés de colar.
É um pouco mais fácil mas eu preferi o resultado colando, pois assim a gente já cobre a tela e o acabamento fica mais bonito.

Obviamente, você pode usar tela de galinheiro de plástico ou de qualquer outro material, viu?
Aqui eu me adaptei com o que tinha...
Essa eu encontrei na Pioneira da Borracha, na Asa Sul.

Por último, mas não menos importante: também recebi perguntas sobre onde encontrar papel crepom em cores bonitas. Infelizmente, essa resposta eu também procuro e ainda não tenho, rs.
Aqui no Brasil, temos uma deficiência bem grande de papeis, tanto em relação à textura quanto à cores -e nem é apenas no caso do crepom, viu...
Os que eu utilizei aqui no tutorial eram papeis bem comuns mesmo (inclusive, já eram bem velhinhos e estavam guardados na minha caixa de papel há alguns anos); na real, eles são os mesmos que utilizei nesse editorial do Museu do Sorvete, quem lembra?

Acho que o que contribuiu pra vocês acharem que as cores eram especiais foi a forma como as combinei, então, fica a dica: lembra desse post aqui onde eu dou dicas sobre como combinar cores? Tenta seguir as dicas dele na hora de escolher que cor de papel/fita usar.

Acho que disse tudo sobre esse tutorial já.

Faltou só dizer que fiquei muito feliz com o engajamento que ele recebeu lá no IGTV.
Muito obrigado quem assistiu, compartilhou, deixou um recadinho....

Agora, você pode salvar também nas suas pastas no Pinterest.

Por hoje é isso.

Bjs do Math e até a próxima!

Comentários