Chegou a hora de dar tchau para o especial de verão e não vou mentir que já tô morrendo de saudade.
Foi minha terceira passagem pela Bahia e eu só me apaixono mais e mais por esse lugar lindo e rico de cultura e história (a nossa história).
E no último vídeo do especial, eu mostro um pouco do que foi o meu passeio pelo Pelourinho.
Infelizmente, a segurança lá é um problema que não permite a gente fotografar e filmar as coisas de forma tão digna quanto eu gostaria (e não é preconceito não, tá... quem me deixou em estado de alerta foi a própria Riti) e mesmo tendo muitas viaturas e policiais pelas ruas, eu não me senti confiante o suficiente para explorar os becos coloridos do Pelô.
Ainda assim, registrei um pouco das partes mais comuns e já conhecidas, que é a região central, para mostrar um pouco para vocês, já que das vezes anteriores, eu não consegui...

E a gente aproveitou também pra conhecer uma das igrejas de São Francisco existentes ali na região (são várias, uma mais ryka que a outra, tanto de ouro quanto de história). Infelizmente, como eu comentei no vídeo, o passeio que eu fiz foi apenas para olhar e eu senti falta de um guia para explicar um pouco sobre a história do local etc.

A gente foi abordado por uma moça -que também abordava pessoas do lado de fora da igreja- sem nenhuma forma de identificação dizendo que poderia fazer um roteiro guiado por R$50.
Claramente, ela não era uma funcionária do local ou uma pessoa credenciada para tal atribuição e, obviamente, ela poderia contar uma história verdadeira ou não, rs, o que me deixou um pouco intrigado, já que ela estava abordando as pessoas tranquilamente no interior da igreja, sem nenhuma fiscalização...
Logo, infelizmente, não tenho muito a contar sobre isso, já que o passeio/tour foi apenas visual, para matar a curiosidade e ver toda essa ~ostentação~ de perto.
(A igreja que visitamos foi a da Terceira Ordem e a mais bonita e ornamentada por dentro parece ser a que fica mais "ao centro" do Pelô, em um espaço aberto, com um "pátio" na frente)
Partindo para as ladeiras do Pelourinho, muita cor nas fachadas das construções antigas, do jeitinho que eu gosto (tem mais detalhes no vídeo):

Por fim, fomos até a Cidade Baixa para conhecer o Mercado Municipal usando o Elevador Lacerda.
Não fotografei nada lá em baixo pelo mesmo motivo de segurança e porque, na verdade, me decepcionei um pouco ao ver prédios antigos maravilhosos totalmente abandonados, desgastados e prestes a ruir.
Eu lamento tanto que a gente não tenha o devido respeito com a nossa história e que boa parte dela esteja simplesmente desaparecendo com o tempo, devido a irresponsabilidade de vândalos e do governo, que não dão o devido valor a algo que, uma vez que se for, não tem mais como recuperar...
Ainda assim, a Bahia tem e sempre terá um espaço muito espacial no meu coração, pelo povo lindo, sorridente, prestativo, pelas belezas naturais e também, pela importância histórica para a construção do nosso povo!
Pra ver a última parte em vídeo do registro da viagem, é só apertar o play aqui em baixo:


Mais uma vez, muito obrigado à Riti, Rai e Jadson pela disponibilidade em cruzar a cidade para nossos encontros e para fazer esse material lindo que fizemos juntos (que já está guardadinho no meu coração pra sempre).
Apesar de estar com saudades da piscina e da água de coco geladinha na praia, confesso que estou bem empolgado para fazer um especial de inverno, com direito a chocolate quente, filminhos e festa do pijama.
Quem topa?

Espero, de coração, que tenham curtido tanto quanto eu essa temporada de férias e mandem boas energias para eu conseguir fazer mais projetinhos assim no futuro.

Bjs do Math e até a próxima!

Postar um comentário

Contact

Instagram

© BLOG DO MATH
Design by The Basic Page