Desde que eu terminei o curso de moda na faculdade, os posts sobre moda em si tem aparecido cada vez menos aqui no blog...
O motivo?
Meu cérebro precisava oxigenar.
Eu sempre fui muito intenso em tudo que faço e com o curso de moda não foi diferente: passei dois anos vivendo, pensando, dormindo, acordando e respirando moda, direta ou indiretamente, através das aulas, das revistas, do trabalho, das atividades fora da faculdade...
Definitivamente, moda é uma das grandes paixões da minha vida, mas eu precisei de um tempo pra processar todas as informações que absorvi durante o curso pra depois saber o que fazer com elas.

A verdade é que eu ainda estou nesse caminho procurando a resposta pras perguntas que surgiram poucos dias depois da banca final, mas eu tenho deixado a coisa acontecer naturalmente e a crise interior está bem menos intensa hoje, seis meses depois.

O fato é que antes, durante e depois da faculdade algo sempre esteve claro na minha mente: qual a parte da moda que mais me seduz.

Contar histórias através da moda é, definitivamente, uma das coisas que eu mais gosto de fazer na vid; essa história pode ser contada através de uma peça totalmente inédita que deve atrair os olhares das pessoas num futuro próximo ou de peças que marcaram época ou que fizeram parte da nossa história em algum momento do passado.

Já faz algum tempo que eu tenho vontade de contar algumas histórias através de editoriais de moda aqui no blog, mas produzir conteúdo desse tipo não é tão simples quanto possa parecer por vários motivos, entre eles, o principal: é impossível fazer sozinho e você precisa das pessoas certas ao seu lado pra fazer a coisa acontecer.
Pra minha sorte, ainda na faculdade encontrei amigos com vontade de fazer algo parecido e tudo se encaminhou de forma natural até em determinado momento a gente conversar de forma mais séria para delinear as formas de um projeto onde poderíamos, juntos, alimentar de forma prazeirosa nossa paixão pela moda: estou falando da Lorena Loschi e do Max Rocha, já apresentados a vocês em posts mais antigos por aqui.

O projeto em questão é basicamente sobre ensaios e vídeos de moda que serão lançados periodicamente aqui no blog, divididos em 2 ou 3 capítulos/partes;
Como cada um de nós tem seus trabalhos distintos, é difícil conseguir datas livres em que todos estejam livres pra colocar as idéias em prática; então, fazer o material de forma mais simples e por partes foi a solução que encontramos para começar de vez e tirar os planos do papel.

TOO YOUNG TO REMEMBER

Too Young To Remember é o título da primeira parte do projeto editorial, que traz referências dos anos 1990 e do movimento artístico Vaporwave.
A década não foi escolhida por acaso ou por modismos; escolhemos a década de 1990 pelo que ela representa pra nós: nossas primeiras formas de contato consciente com o mundo externo aconteceu nesse momento que traz nossas melhores memórias até agora.

Sons, texturas, cheiros, novidades...
Tentamos sintetizar nossas lembranças e nosso mergulho no mundo das descobertas através de objetos e apelo estético característico de décadas passadas.

Naturalmente, a idéia é que cada pessoa enxergue as imagens a sua própria maneira e faça sua própria interpretação, portanto, não há necessidade de um texto explicativo sobre as fotos, então, vambora!












Os primeiros parágrafos foram escritos em primeira pessoa pra contextualizar a novidade dentro do blog, porém, como eu deixei claro, o projeto não é feito apenas por mim: é tudo feito em grupo entre amigos e a gente quer saber o que vocês acharam, então, podem usar a caixinha aqui em baixo e encher de sinceridades :)

Bjs,
Lorys, Max e Math

Postar um comentário

Contact

Instagram

© BLOG DO MATH
Design by The Basic Page