Ter plantas dentro de casa anima qualquer ambiente, traz vida e frescor. Mas isso pode se tornar um problema se as plantas erradas forem eleitas para desempenhar esse papel, tendo em vista que algumas plantas precisam de sol, para sobreviverem. Nas imagens a seguir, foram usadas plantas que vivem bem na sombra e em ambientes fechados, e dispensam grandes cuidados. Mesmo com luminosidade indireta e pouca água, elas florescem radiantes. Pegue o bloquinho, anote as dicas:

Perto da janela, as folhagens fazem a festa. A luz neste canto é suficiente. Só falta a água da chuva para lavá-las. A palmeira, a pleomele verde e a Chamaedorea costaricana formam um trio exuberante atrás do sofá. A pequena floresta se completa com o pacová (Renealmia exaltata), no vaso de cobre, a renda-portuguesa, na bacia, e o Philodendron undulatum. 
Cuidados:  regue diariamente com pouca água. Toda semana, passe um pano úmido nas folhas. Uma vez por mês, afofe a terra. Na primavera e no verão, use o adubo NPK 4:14:8 a cada mês
Dicas do paisagista Rodrigo Oliveira.


Essa idéia tão delicada da paisagista Gigi Botelho me encantou: Plantas simples e de efeito são a sugestão dela  neste hall de entrada. Sobre o aparador, a mini-hera inglesa (Hedera helix) cai em cachos, que é uma espécie exuberante e resistente. Nas prateleiras, violetas arrumadas em bandejas dialogam com o tapete floral. Elas são perfeitas para estantes e lugares difíceis de alcançar, pois quase não precisam de água.Cuidados: a mini-hera fica feliz com água dia sim, dia não. Uma vez por mês, coloque no vaso adubo orgânico. Para as violetas, basta um pingo de água sob as folhas a cada semana.

A paisagista Juliana Freitas escolheu para este jardim espécies que não necessitam de poda, considerando o fator tempo na vida dos proprietários. À esquerda, colada à janela, a iuca (Yucca mansa) recebe os raios solares por três horas diárias. Ao lado dela, fica o asplênio (Asplenium nidus), e a bromélia faz par com a maranta-pavão (Calathea makoyana). 
Cuidados: em um conjunto de plantas, prefira colocar sob a janela as que mais precisam de sol. Este grupo de espécies pede rega uma vez por semana e adubação orgânica a cada seis meses.
Por fim, o projeto de Alessandra Mitteldorf que criou um jardim com 11 tipos de cactos e suculentas sobre paletes. Entre elas, há a avelós (Euphorbia tirucalli) e o mandacaru (Cereus jamacaru), as mais altas, ao fundo, e, ao centro, a Agave parryi, em forma de flor. 
Cuidados: escolha vasos com furos para escoar a água. Misture areia e terra vegetal quase na mesma proporção. Regue a cada 15 dias no inverno e uma vez por semana no verão.

Fonte: Casa.com

Postar um comentário

Contact

Instagram

© BLOG DO MATH
Design by The Basic Page