Posso me considerar oficialmente tiozão (ou seria tiazona? Aloka hahaha) por estar realmente surpreso ao perceber que o ano realmente passou muito rápido e ficar falando o tempo inteiro "nossa, esse ano passou voando"?
Eu acho muito engraçado que quando eu era criança (isso foi tipo ontem) eu não entendia porque os adultos falavam isso o tempo inteiro, mas eu tô falando igualzinho à minha mãe e entendo completamente, porque o tempo realmente voa e a vida é curta demais pra gente não fazer decorações bem viadas em casa, né, mores?

Inclusive, não sei se sou só eu, mas com a crise dos últimos anos, também notei que as pessoas tem ficado menos empolgadas com as festividades dessa época do ano, com as decorações incríveis que deixavam a cidade mais mágica... Vocês também tem sentido isso?
Acontece que (pode parecer white girls problems, mas) eu realmente acredito que não deixar a mágica morrer pode ajudar a gente a superar as crises e os momentos mais complicados, por isso, vamos todas revisar alguns tópicos pra ninguém ter desculpa pra não arrasar na decor de natal em casa:

1) Ter uma decoração incrível não significa gastar o PIB de uma cidade inteira em ornamentos para árvore
2) Criatividade > Dinheiro (sempre!)
3) Criatividade não é um dom que a pomba do espírito santo traz para uma pequena amostra de eleitos da população mundial: todo mundo vem com ela no "kit de fábrica", basta exercitar. 

Dito isso, quero compartilhar com vocês minha decoração desse ano, feita com poucos dinheiros, poucos elementos e uma dose generosa de honestidade e realismo, considerando que eu tenho pouquíssimo espaço (se é que tenho) para decorações sazonais aqui em casa.

Quem já acompanha os especiais de fim de ano aqui no blog há alguns anos sabe que o ponto principal da decoração aqui em casa é sempre meu ascendente em leão gritando internamente "se eu não sou igual a você, porque meu natal tem que ser?" (essa frase inclusive foi uma incrível definição que uma amiga querida deu para o meu projeto do ano passado, rs.).
Brincadeiras e mapa astral a parte, vocês bem sabem que eu realmente busco sempre colocar personalidade em todos os meus projetos e, obviamente, com o natal não poderia ser diferente.

Eu acredito que essa época do ano é um momento de reflexão e busco sempre colocar na decor o resultado das minhas vivências e do meu amadurecimento ao longo dos meses anteriores, pensando sempre nos laços afetivos com as pessoas próximas a mim, me distanciando ao máximo da lógica do mercado, que produz tudo com fins puramente comerciais e em larga escala (mas sem fazer a aleijada hipócrita, afinal, não vou dizer que sou 100% contra capitalismo, porque né... isso já é outra pauta, mas ok).
Apenas deixando claro novamente que não tenho nada contra comprar tudo pronto, mas prefiro dedicar meu tempo a construir algo que tenha um contexto e um sentido dentro do meu círculo de convivência, que tenha mais alma e personalidade.

Em resumo: sou taurino demais pra comprar algo pronto sendo que posso colocar a mão na massa e fazer algo diferente do zero. 💅

Tirando o primeiro ponto -que já define muita coisa-, vem a segunda questão (que na verdade, é quase um desafio): encarar a falta de espaço aqui em casa e criar algo que seja realmente legal, mas dentro dessa limitação (que imagino ser algo em comum na vida de muita gente por aí, afinal, as pessoas vivem em lugares cada vez menores).

E como resolver isso?
A solução que eu encontrei foi trabalhar com elementos flat (caso da decoração do ano passado que tá aqui nesse post) ou com objetos menores, além de considerar espalhar pequenas doses de espírito natalino por cantinhos da casa ao invés de concentrar tudo em um único local, em uma decor mais robusta, com uma árvore grande e espaçosa com muito festão e guirlandas grandes.

E como isso funciona na prática?
Primeiro, eu faço um filtro e decido em qual dos ícones eu vou focar: no ano passado, foram as casinhas/vilas e as estrelinhas e, dessa vez, os pinheirinhos.
Obviamente, eu não me prendo a apenas um elemento: dá pra trabalhar mais de um por vez, mas não precisa ser tudo junto ao mesmo tempo...
A minha principal inspiração dessa vez foi o filme do Wes Anderson para a campanha de natal da H&M do ano passado e eu vou explicar um pouco melhor sobre isso no vídeo que eu vou postar no canal em breve, mas em resumo, eu queria algo ainda mais clean que a decor do ano passado e mais fresh, com menos foco no frio, ou seja, um pouquinho mais de realismo e compatibilidade com nossa realidade (repito de novo e de novo: a tia aqui não tem nada contra decoração tradicional, tá? Acho lindo neve, casaquinhos cafonas temáticos e afins, inclusive, sonho muito em viver um natal bem americano na vida, mas não nesse momento, tá?).

O resultado dessa mistura louca de ideias foi uma cartela de cores direcionada para rosa e verde  (acreditem, eu nunca me imaginei usando verde bandeira até surgir minha paixão desenfreada por bold colors -já falei sobre o tema aqui nesse post) e no fim, tô amando muito misturar cores lavadinhas com tons vibrantes e espero que vocês também estejam se amarrando nos resultados tanto quanto eu.
Mais uma vez, eu vetei elementos mais tradicionais, como papai noel (acho que já comentei que não gosto muito dele, né? rs), renas e afins (até pisca-pisca ficou de fora porque tava deixando tudo meio caótico visualmente) e o desafio é exatamente reinventar a estética e o significado das coisas, mostrando o tema através de outros elementos, não tão óbvios...
E pra quem não pode ter uma big árvore de natal na sala, a dica é ter várias mini árvores fofinhas espalhadas pela casa. Várias delas juntas dão um efeito visual tão maravilhoso e delicado que certamente não vai fazer falta um pinheiro gigante por aqui.
E sim, vai ter tutorial ensinando a fazer essas lindezas lá no canal, tá?
Segurem a PPK um pouquinho que a tia tá correndo aqui pra colocar no ar a tempo.
É muito barata e bem fácil de fazer. Eu tava querendo muito comprar as versões gringas já prontinhas, mas o frete realmente não colabora e não vou mentir, tô amando as que eu fiz!

A papelaria segue a mesma linha do resto da decoração, deixando os embrulhos lindões com linhas e elementos beeeem simples e eu pretendo falar sobre embrulhos com dicas bem fáceis de executar pra deixar qualquer lembrancinha com cara de presentão 💖
Eu também fiz esse quadro de letrinhas com base de feltro (em inglês, letterboard; em português, acho que ainda não tem RG, rsque muita gente já me perguntou "de onde é" lá no insta stories (eu mostro os bastidores das produções lá. Se você não me segue ainda, eu sou @blogdomath. Bora ser migas lá) e vou ensinar a fazer ele também, que pode inclusive ser um presente handmande maravilhoso, moderninho e descolado para as miga que gostam de decor...

Por hoje é isso...
Espero que tenham gostado e fiquem de olho porque tem mais dicas nas próximas semanas, tá?

Bjs do Math e até a próxima!

Postar um comentário

Contact

Instagram

© BLOG DO MATH
Design by The Basic Page