Eu já recebi vários comentários, emails, inbox na página do blog no facebook, pombo correio e até despacho de macumba perguntando qual o segredo para minhas fotos ficarem "tão clarinhas" ou como eu edito minhas fotos e outras perguntas do mesmo tipo...

Antes de qualquer coisa, preciso dizer que eu aprendi a usar câmera apenas pra tirar fotos pro blog (sem nenhuma pretensão de me profissionalizar no ofício),  me considero totalmente amador e não sei termos técnicos de fotografia. Já tentei aprender e decorar as nomenclaturas, mas não rola: eu sempre confundo tudo!
Mesmo assim resolvi fazer um post compartilhando dicas de fotografia (mesmos sem termos técnicos) por um simples motivo: eu acredito que fotografar tem mais a ver com visão do que com técnica (não que técnica não seja importante, só não é o foco do post de hoje).
Então, pega aí seu caderninho da Barbie e sua caneta com pompom de pluma rosa pra anotar as dicas e vambora!

vsco cam lightroom photoshop blog do math

1. VISÃO
Se você veio aqui achando que eu ia ensinar todo mundo a fazer "clones" das minhas fotos usando a mesma cartela de cores e os mesmos filtros, tenho uma boa e uma má notícia pra você.
Começando pela má: não é isso que eu vou ensinar hoje (nem nunca) porque não é nisso que eu acredito e o meu propósito é estimular as pessoas a criarem e não a copiarem.
A boa notícia é que eu acredito que você é totalmente capaz de tirar fotos muito mais lindas e criativas que as minhas e os próximos tópicos são dicas pra você encontrar seu próprio caminho -que eu aprendi observando, depois de algum tempo fotografando -mesmo que de forma amadora.

Eu digo sempre que a minha fotografia (amadora, repito) é a tradução da minha visão para o mundo.
Se a gente ficar sentado um do ladinho do outro em frente a um mesmo objeto, cada um de nós vai ter uma visão diferente dessa "coisa" porque cada pessoa enxerga o mundo por uma perspectiva diferente.
Então a primeira dica (e a mais importante de todas) é: encontre seu ponto de vista, sua linguagem...
Com isso quero dizer que você precisa analisar o que você quer comunicar ao mundo: você quer criar um universo romântico, rústico, moderno, futurista ou nenhuma das opções anteriores? Descubra como você quer se comunicar com o mundo e só depois disso é que você vai encontrar um estilo, que vai se transformar em sua assinatura através de suas fotos.
vsco cam lightroom photoshop blog do math

2. A LUZ

Muita gente acha que minhas fotos "ficam claras" porque eu aplico toneladas de filtros e pra essas pessoas eu queria apenas dizer: meu ex marido é riquíssimo na Alemanha (bjs, Inês. Rainha da internet).
Mentira.
O recadinho fofo de hoje é que pra ter foto "clarinha", a equação é simples: tem que fotografar em ambiente "clarinho"/iluminado; se tirar foto no escuro, você vai ter uma foto escura e ponto. Aceita que dói menos (eike pessoa amorosa).

Achar que editores e filtros podem tornar uma foto tirada num beco escuro em uma foto super vibrante e iluminada é o mesmo que acreditar em pozinho mágico capaz de transformar Taylor Momsen gótica trevosa em Katy Perry ou pior ainda: é como acreditar que ter uma boa câmera faz de alguém um bom fotógrafo. Se você pensa assim, tá fazendo isso errado e não dá pra te defender. Mas segura na minha mão aqui que a gente vai fazer uma oração bem forte e Inês Brasil vai te ajudar.

Zoeiras a parte e falando sério agora: o segredo pra ter fotos "claras" é tirar fotos sempre em ambientes bem iluminados.
A melhor luz pra fotos ou vídeos vai ser sempre -e inquestionavelmente- a luz natural, que é a luz que eu uso na maioria das minhas fotos.
Até rola de fotografar em ambientes fechados e usando luz artificial, mas aí já é outro assunto que eu posso tentar explicar em outro post, ok?

Geralmente eu fotografo durante o dia, dentro de casa e com as janelas abertas; no caso de fotos ao ar livre, o ideal é evitar os horários de luz muito intensa ou fotografar à sombra, para ter uma luz mais difusa e traços mais suaves.

vsco cam lightroom photoshop blog do math

3. EQUIPAMENTO
Sabendo o que você quer comunicar através das suas fotos e usando uma luz boa, o equipamento é o complemento que vai realçar suas idéias e levá-las a outro nível.
Uma boa lente em uma boa câmera vai sempre te estimular a fotografar cada vez melhor, mas como o objetivo dos posts é ajudar todo mundo, eu jamais diria que você precisa fazer greve de fome e juntar dinheiro para comprar uma câmera urgente (até porque, como eu disse alguns parágrafos atrás, um bom equipamento sozinho não faz boas fotos, o que faz uma boa foto é uma pessoa com um olhar sensível e apurado), todavia, ter disponível uma boa câmera e boas lentes ajuda bastante, inegavelmente.

Hoje em dia os smartphones tem câmeras cada vez mais modernas e com muitos recursos interessantes, então você pode usar seu celular, mesmo... o lance é seguir os tópicos anteriores.
Confesso que eu prefiro usar câmera mesmo e se você quiser saber mais detalhes sobre meus equipamentos, já fiz um post sobre isso aqui.

vsco cam lightroom photoshop blog do math

4. EDIÇÃO
Por mais que sua foto crua já esteja muito boa, uma boa edição pode torná-la excelente.
Maus editores favorito são:

VSCO cam - no smartphone, para editar as fotos que posto no insta.
Estou bem curioso para experimentar o A Color Story, que foi desenvolvido pelas meninas do A Beautiful Mess e que por enquanto está disponível apenas para iOs (mas a linda da Jess Vieira já fez um review no blog dela. Veja aqui)

Lightroom e Photoshop - no desktop, para edição das fotos do blog.
A Adobe vende pacotes de licenças com valores mensais excelentes e bem acessíveis. Vale super a pena, principalmente pela segurança de ter a versão mais atual dos programas e pela consciência tranquila de saber que não se está usando um software pirata.

Ainda pretendo gravar um tutorial em vídeo com dicas específicas para o VSCOcam, mas enquanto esse dia não chega, a dica para uma boa edição é não pegar pesado nos filtros e nas alterações que você fizer na imagem, pra não ficar muito artificial.

vsco cam lightroom photoshop blog do math

5. CREDITOS
Aproveitando a deixa e as dicas que compartilhei, acho justo usar essa oportunidade pra falar sobre um assunto bem chato e recorrente: roubo de fotos.

Tirar fotos produzidas dá trabalho, toma tempo e requer objetos e/ou equipamentos que não caem do céu.
Todo mundo já pegou alguma foto e usou sem autorização em algum momento (inclusive eu) e o meu objetivo não é julgar ninguém, mas tentar trazer reflexão e estimular o respeito a quem trabalha e produz coisas bonitas e inspiradoras para alegrar um pouquinho do dia-a-dia de todo mundo.

Não quero fazer a chata e me prolongar sobre o assunto -até porque já falei sobre isso várias vezes nas redes sociais-, mas preciso dizer que, se por algum motivo você usar uma imagem que não foi produzida por você, valorize e respeite o trabalho do autor da imagem dando os créditos da forma devida, independente do canal onde estiver veiculando o material (só dizer que achou a foto no pinterest e que lá nada tem dono -como muita gente faz- não pode ser justificativa porque o google imagens tá aí exatamente pra nos ajudar em relação a isso).

Espero, de coração, que o post seja útil e que inspire vocês. Eu falo sempre bem abertamente sobre criação e respeito ao trabalho autoral porque, como já disse antes, acredito que somos todos capazes e sei que produzir é bem melhor do que apenas copiar!

E se você ficou até o final do post, merece uma estrelinha na testa. Brinks. Estrelinha não vai rolar, mas prometo que vou tentar gravar um vídeo com tutorial do VSCO (e se rolar, até do lightroom) pra postar no canal do blog lá no Youtube, tá bom?

Bjs do Math e até a próxima!

Postar um comentário

Contact

Instagram

© Blog do Math
Design by The Basic Page