Como nos últimos anos, a sagrada tradição de indicar minhas contas favoritas no instagram -que tem me inspirado ao longo dos últimos meses- está no ar, com os conteúdos mais inspiradores e inusitados que tem deixado minha rotina mais criativa.

Minha escolha geralmente passa por alguns critérios, entre eles, trabalho autoral e criativo em constante evolução e busca por feeds fora do mainstream (afinal, se for uma conta gigante e super conhecida/bombada, não vejo muito sentido pois a curadoria mais legal é aquela que resulta em achadinhos preciosos).

Sem enrolação, bora lá?

Debora Islas

Além de ilustrar divinamente, a Débora tem um senso de styling impecável para decoração.
O que mais me encanta é ver como peças simples e triviais ganham outra cara e parecem estar em outra dimensão de chiqueza depois de serem tocadas pela Débora.
Em relação a ilustração, acompanho o trabalho dela há um bom tempo e como é incrível ver alguém evoluindo em técnica e sensibilidade...
Me adota, Débora!

Malena Flores



Mais uma ilustradora incrível na lista.
Malena é uma pessoinha iluminada que a internet colocou na minha vida.
Não nos conhecemos pessoalmente ainda mas temos em comum a vontade de espalhar mensagens de otimismo por todo o mundo, usando muita cor e gifs também (eu uso os gifs dela sempre por motivos de: amo).
Uma das coisas legais de seguir a Malena é que ela compartilha sempre referências incríveis, que nos permitem entender um pouco do que está por trás do seu processo criativo enquanto a gente aprende sobre outros artistas absurdamente inspiradores que fizeram história.

Two Lost Kids

Gabi & Thali estão no meu radar há um tempinho e foi no ano passado que eu vi o trabalho das irmãs ganhar mais força.
Com um olhar impecável para a fotografia, elas arrasam super no feed mas é nos vídeos que elas redefinem o conceito de lacrar.
Com uma linguagem muito bem alinhada, as meninas deixam claro que tem bagagem e mais do que isso: transformam, ressignificar e entregam conteúdos cheios de frescor e sempre inspiradores, tanto pela escolha impecável de trilha quanto pelo tratamento de cor, roteiro e narrativa.
Ou seja, deu pra perceber que tô falando do conjunto da obra, né?
Apenas sonhando com um feat :)

A Pretty Cool Girl

Eu nunca fui de tietar artistas, cantoras, atrizes/atores etc porque eu prefiro poupar toda essa admiração a pessoas como a Margaret B, que tem um olhar único para o mundo e deixa isso bem claro em tudo o que toca.
No feed bafônico do insta, ela cria um universo particular com pinceladas nostálgicas vindas dos hotéis mais malucões, divertidos e inspiradores que passa, intercalando com muitas fotos da bunda do boy dela, que geralmente aparece em momentos de descontração em piscinas ou banheiras de hidromassagem com formas variadas.
Mas Margaret tem alma de artista e, como eu disse, tudo o que ela toca vira algo muito f*da, então, é só dar um play em qualquer um dos vídeos dela que vai ficar mais claro onde eu tô tentando chegar.
Margaret é vanguarda e atualmente é uma das minhas principais referências em curadoria de coisas descoladas, divertidas e inspiradoras

Rachel Burke


Rachel Burche é uma australiana dona de uma mente inquieta e inventiva, criadora das roupas e acessórios mais louquinhos e divertidos que vão passar pelo seu feed a partir de agora.
Eu rolei o feed da moça até o fim e desde 2013 (ou 2011, não lembro ao certo), ela mistura texturas, cores, brilhos e coisas inusitadas no seu processo criativo que resulta em um universo cheio de brilho, com um ar meio retrô e nostálgico, apesar de ser algo super novo.
Seu conteúdo tem sido uma forte fonte de inspiração pra mim nos últimos meses e suas peças brilhosas renderam inclusive material para o nosso especial de carnaval, que vai ao ar em breve por aqui (tô dando spoiler no instagram enquanto não chega...).

Jasmine Dowling


Jasmine é australiana e isso por si só é suficiente para eu ficar atento...
Eu amo o olhar dos australianos para tudo o que é novo e criativo e Jasmine é a prova de que essa minha percepção não é um equívoco.
Ela é designer, letrista e também tem um blog/portfólio cheio de conteúdo daqueles que a gente ama comer com os olhos.
Entre as minhas fotos favoritas da moça, estão aquelas onde a luz projeta sombras duras de uma forma tão consciente e conceitual que o rígido se torna gentil.
A luz reflete, os objetos ganham volume, as formas se destacam e, de repente, eu que sempre detestei sombra dura, me vejo querendo fotografar tudo assim...
Ela também tem uma curadoria de lugares bem interessante e faz flatlays belíssimos.

Make My Lemonade

Lisa Gachet é um daqueles casos inspiradores de pessoas que conseguiram transformar seu conteúdo para a internet em business sem perder a essência.
A francesa de carinha fofa mostra uma maturidade incrível para criação no insta da Make My Lemonade, sua marca, que ganhou uma loja física (pop up, até onde me consta) recentemente.
Tudo pra mim parece incrivelmente alinhado no conceito da marca. O branding está em tudo, como acho que tem que ser: cartela de cores, beleza, casting, acting...
É narrativa, é história e alma, pra quem ama moda e criatividade com uma pitada de "forever young".
Ótimo pra quem gosta de acompanhar o universo da moda por uma perspectiva diferente, vendo um pouco dos bastidores e quem quer ter sempre uma enxurrada de inspiração.

E aí, mana... gostou das indicações?
Tô pensando em fazer um outro indicando contas com stories diferentes e divertidos também... o que vocês acham?

Aliás, tô aceitando indicações de contas incríveis também, tá?
Coloca seus favoritos aqui em baixo, PLMDDS. Nunca te pedi nada, rsrs.

Aproveita para ver as indicações dos anos anteriores (aqui) e para me seguir no insta também (aqui), caso você ainda não siga :)

Bjs do Math e até a próxima!

Postar um comentário

Contact

Instagram

© BLOG DO MATH
Design by The Basic Page