Math

31 anos, artista visual nascido no Piauí -com alma Brasiliense-, criando conteúdo para a internet hà 9 anos e ajudando pessoas a trasformarem vivências em pequenas experiências e instantes de cor, brilho e amor.

@blogdomath

O que esperar da moda em 2014?


Na verdade, isso aqui não seria um post...
Fiz esse painel de tendências durante uma pesquisa pra nova coleção da So Cute, mas curti tanto a diagramação meio "improvisada" que acabei decidindo postar aqui um pouco do que veremos nas revistas, nas lojas e nas ruas em 2014.
Décadas:

Uma salada com referências dos anos 40's/50's, 60's, 80's e 90's invadiu as passarelas e o mundo da música. Mas calma, não é pra usar tudo de uma vez só! Explico melhor (em ordem cronológica, pra organizar!) a seguir.

1940-1950: as referências apareceram nos últimos desfiles de inverno da Prada e da Louis Vuitton, com inspiração no Cinema Noir, um estilo de filme que surgiu a partir de romances policiais (escritos ainda da década de 30) e que tinha como principal característica o alto contraste entre o preto e o branco, que servia como pano de fundo para histórias de personagens desesperados, geralmente envolvidos em algum crime; as referências estéticas derivadas para a moda foram imagens de mulheres sexy e misteriosas. Como tudo isso vai chegar às ruas? Através da lingerie, que ganha destaque nos looks (vide o desfile da Louis Vuitton pautado em camisolas e pijamas), da cintura marcada e das saias rodadas, que voltam à cena, e de uma beleza cuidadosa/propositalmente desleixada que completa o visual.

1960: Ralph Lauren, Blugirl, Miu Miu e Jeremy Scott foram alguns dos nomes que investiram no mood sixties em seus últimos desfiles, o que comprova: os anos 60's estão de volta! A silhueta evasê, a inocência assexuada da primeira metade da década, os mini comprimentos e o combo delineador+cabelo volumoso à la Brigitte Bardot são as principais referências pra quem quer se jogar na tendência!

1980: quem não viu pelo menos uma vez no ano passado algum clipe do Bruno Mars? O cara que teve o disco mais vendido de 2013 trouxe todo o brilho da disco music de volta à cena musical. Encerrando o ano com chave de ouro, Beyoncé divulgou seu álbum visual -até então secreto!-, fez história na indústria fonográfica e ajudou a comprovar a força dos anos 80's ao escolher Blow como um dos primeiros singles de seu novo trabalho. É claro que isso acaba refletindo no street style e no que a gente vai ver nas araras depois (quem lembra da febre dos High Sneakers, que ganharam mais força com o clipe de Love On Top, também da Bey?). É esperar pra ver...

1990: as enormes logomarcas no desfile de Alexander Wang e o minimalismo no desfile da Calvin Klein se uniram ao som de "Walking On Air", da Katy Perry, trazendo paralelamente os anos 90's de volta em diferentes segmentos culturais (some à lista o remake de alguns filmes da década relançados recentemente, como Chucky e Robocop -o último será lançado no fim do mês). Prepare-se pra encarar camisetas com enormes logos, roupas folgadas -será que o oversized finalmente vai vingar?- e jardineiras por aí!

Sporty: é ano de Copa, né, gente? E é inevitável o flerte entre o esporte e a moda aqui no Brasil, onde o futebol é levado tão a sério! Releituras mais "puras" do estilo fizeram bonito em alguns desfiles como o último da Tommy Hilfiger, que trouxe um surfwear colorido muitíssimo desejável, e o da Prada, que mesclou street art com referências esportivas. Não é novidade, mas fiquem de olho, pois ainda vai render muita conversa!

Valorização do natural: é muito claro o movimento de uma turma disposta a viver um lifestyle mais saudável e natural. Tem a galera que prefere bicicleta a carro, o clubinho dos que trouxeram o piquenique de volta aos parques e o pessoal lindo que foi lá libertar os beagles (isso já é outra história...). Todas essas manifestações sociais começaram a aparecer nas passarelas através do desfile de verão da Ellus Second Floor, que se inspirou na cultura Amish, um grupo religioso baseado nos Estados Unidos e no Canadá conhecido por costumes conservadores, que restringem o uso de telefone e carro, entre outras coisas.
Pra entender um pouco melhor o link entre esse grupo e a moda, uma forma resumida de explicar é dizendo que, apesar de hábitos (para nós) estranhos, eles têm um contato muito próximo com a natureza.

Lilás: a cor escolhida pela Pantone pra ser a tonalidade do ano já ganhou um post explicativo aqui no blog.

Claro que existem outros movimentos e tendências rolando, mas esse foi o filtro que eu fiz pra um trabalho específico. Dica: um dos tópicos vai ser o tema da coleção!

Bjs do Math!

Comentários