Uma das características mais importantes que o estilista deve levar em conta ao criar uma coleção masculina será sempre a limitação: Por mais extravagante que seja o homem atual, sempre haverá um nível de seriedade/sobriedade que deverá ser mantido e preservado.
Não temos tantas opções como as mulheres, e é isso que torna o trabalho do estilista genial: quando ele consegue inovar através dos detalhes!

Essa tarefa não é das mais fáceis, mas segundo o que vi na Semana de Moda de Milão, o futuro da moda masculina já está traçado, e sem monotomia!

Veja a seguir o que rolou na semana de moda masculina mais importante do mundo, e que define o que iremos ver e desejar durante os próximos meses:


Ok, fazer moda pra homem não é fácil, mas não estamos falando de reinventar a roda também!
O que vimos na MMU foi uma coletânea de releituras de hits de outras épocas. Em alguns momentos, tive a impressão de estar folheando uma revista antiga... Vocês verão a seguir.
No quesito cores não foi diferente: Depois do minimalismo da Calvin Klein e dos tons terrososos da Bottega Veneta, foi a vez da vibe oitentista tomar conta das passarelas. Teve de looks monocromáticos à combinações mega coloridas, com cores igualmente vibrantes.
De longe, os looks em color blocking foram os que mais chamaram a atenção, e os que mais amei. 

Cor, felicidade, vontade de dançar e ser feliz!
Palmas para Salvatore Ferragamo.



Acima, looks Calvin Klein. Coluna de baixo, Bottega Veneta.

Primeira coluna traz looks em azul de Roberto Cavalli. A passarela toda escura somada aos looks deixava nítida a inspiração no fundo do mar. Em baixo, Gucci e sua alfaiataria cheia de jovialidade.

Acima, looks desejo Salvatore Ferragamo; Marc Jacobs; Moschino;

O casamento entre a alfaiataria e o sportwear continua com tudo, trazendo conforto e sofisticação.
A parceria de sucesso marcou presença na semana de moda masculina, destacando principalmente o uso de blazers extremamente bem cortados e modelados com shorts, dos mais diversos comprimentos.
De fácil compreensão e aplicação, essa tendência pode ser usada por todos(os shorts, nem tanto!).
Destaque para Empório Armani, que trouxe shorts mega curtos e uma cartela de cores bem neutra, chamando toda a atenção para a modelagem impecável!



A volta do jaquetão???
Esse tipo de terno, com abotoamento duplo, há muito havia caido em desuso e voltou nesta temporada.
Não sou adepto, nem acho bonito, mas vejo nessa tendência potencial para ganhar as ruas.
Vale citar que embora seja algo totalmente retrô, a releitura foi feita de uma forma bem interessante, com cores e tecidos diferentes:


Ponto alto da estação, as estampas vieram como aposta forte da maioria das grifes.
Aparecem em camisas, descem até calças e bermudas, dominam até mesmo looks completos.

A estampa lenço foi uma das apostas da Dolce & Gabbana;



Jeans basicão, que nada!
Básico foi o que menos se viu nas calças desfiladas!
Nem mesmo a DSquared2, que tem o Jeans como seu carro chefe investiu no Jeans. Ele apareceu tímido, em poucos momentos, em uma ou outra calça, e em detalhes na camisaria.
A alfaiataria continua sequinha e ajustada em algumas grifes, contrastando com outras que trouxeram volumes, tecidos fluídos, estampas e cores.
A Dolce & Gabbana roubou a cena: trouxe-as curtas, folgadas, com pregas e cós alto. Total viagem no tempo- para o passado!
No passado, foi febre(quem nunca viu foto do pai usando uma dessas?), no presente, uma aposta ousada e que foi capaz de chamar totalmente a atenção. Ponto para a produção do desfile, que conseguiu fazer a coleção brilhar, mesmo tendo uma paleta sóbrias de tonalidades cáqui!

Alfaiataria justinha, e mais curta. Um beijo pra DSquared2!
Calças folgadas e fluídas: seria o fim da skinny?
Dolce & Gabbana: cós alto e tornozelos a mostra
Cores e estampas: nada de mesmice!
P.s.: Já quero muito essa cor de menta!!!



Curtos. Esta palavra define os shorts do verão desfilados na MMU!
Com cinto, sem, liso, estampado, colorido...
Tem opções para todos os gostos.
Mas também tem os mais compridos, os folgados, os com pregas, os de cós alto...
Assim como as calças, o leque de opções de shorts está bem amplo. Dá uma olhada:




Diante de tantas opções, só resta malhar pra ficar com tudo "em cima"!


Jaquetas???
Sim, jaquetas!
O verão europeu é muito diferente do nosso...
E embora do nosso lado dos trópicos não seja humanamente possível usar casacos no calor, resolvi mostrar o que vi de mais interessante em relação as jaquetas, pois influenciará diretamente no que usaremos no próximo inverno!
Anotem aí:
Utilitárias, com muitos bolsos, minimalistas, estilo running(aquelas usadas pra correr ou ir pra academia mesmo, só que desenhada especialmente para usar no dia a dia, com tecido diferenciado e corte sofisticado), estampadas, de couro, e até com com cinto arrematando a cintura(acho digno!). Os clássicos cardigãs e casaquinhos leves de lã também não ficaram de fora...
 

Quando se fala em acessórios, logo vem a mente colares, anéis e pulseiras. E isso também apareceu em Milão. Mas não foi só isso que rolou...
Vejamos:
As pulseiras, muito utilizadas na última temporada, e em excesso, cede agora lugar aos colares. A regra é a mesma: Quanto mais, melhor! -Dois beijos pra DSquared2!

Os cintos
Sou fanático por eles! Tenho vários, de estilos diferentes, e sempre recomendo aos meus cliente e amigos que comprem tenham pelo menos um básico e um diferenciado, com uma fivela poderosa. Para nós, homens, ele tem o mesmo poder de um bom acessório feminino: acendo qualquer look básico e sem sal, e é um perfeito aliado das camisetas "basiconas".
Nos desfiles, eles ficaram ainda mais finos que na temporada passada, e ganharam materiais diferenciados. Destaque para os coloridos e também para os metalizados.

Sapatos
Sou adepto dos tênis básicos com solado de lona, mas adorei ver a criatividade dos sapatos desfilados: teve sneakers de cano longo com pegada street, sapatos de verniz de várias cores (usados com bermuda e sem meia), sapatos bicolores, mocassins com e sem fivela, tênis super coloridos, e até sapato com tassel(aquele penduricalho em cima. Quem arrisca?).

 
Bolsas
Não tem como não reparar e desejar as bolsas lindas que deram bossa aos looks.
Nada de mochila ou pasta carteira, a pedida da vez agora é bolsa de mão.
Tem que ter pegada!!!

Chapéus
Sinônimo de charme, também faz parte do meu guarda-roupas!
De palha, básico ou colorido, escolha o seu!

Toda essa onda retrô me fez lembrar disso:
Cores fortes, formas extravagantes, verniz...
Hello, Mistery Jets!!!

Gostaram das tendências???
Qual delas você usaria??

Postar um comentário

Contact

Instagram

© BLOG DO MATH
Design by The Basic Page